ENCONTRO

Em um compromisso em São Paulo, o prefeito Bill disse que aproveitou a oportunidade para passar pela Alesp para conversar com o deputado estadual, Cauê Macris. “Entre os vários compromissos que tive em São Paulo nesta terça-feira, dia 6, passei na Assembleia Legislativa para um bate-papo rápido com o nosso deputado estadual e presidente da Alesp, Cauê Macris. Mais que um amigo, o Cauê é um verdadeiro irmão e não mede esforços para ajudar Nova Odessa. Aproveitei e informei ao deputado que nos próximos dias nós vamos assinar a ordem de serviço para construção do Centro de Referência da Mulher, obra que tem repasse do seu mandato”, contou Bill.

KIT ESCOLAR

Através de suas redes sociais, o prefeito Bill comemorou a entrega dos materiais aos estudantes. “Pelo oitavo ano consecutivo, estamos entregando o kit escolar para os nossos alunos da rede pública de ensino, dando tranquilidade para pais e mães, que não vão precisar comprar nada. A entrega começa nesta quinta-feira, dia 6, e até segunda, todos estarão com os materiais nas mochilas”, escreveu o prefeito.

CONTER ABUSOS

Publicidade
NOVAODESSA_GOVERNO_IPVA_Obras_500x500

O governo federal estuda desde o início deste ano medidas para conter abusos na concessão de crédito consignado, em especial a prática abusiva por parte de instituições financeiras. A modalidade de crédito é aquela em que servidores públicos ou pensionistas têm as parcelas do empréstimo deduzidas diretamente da folha de pagamento ou benefício. Segundo dados do BC, o endividamento de aposentados com consignado é o maior da história e chegou a R$ 138,7 bilhões em dezembro. Apenas no ano de 2019, o débito de segurados do INSS cresceu R$ 13,5 bilhões.

PERMANENTE

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), relator da medida provisória que criou o 13º pagamento do Bolsa Família, propôs no parecer sobre a proposta tornar o pagamento permanente e estender para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Ao anunciar a MP, Bolsonaro disse que o pagamento passaria a ser anual. Ao ser publicada no “Diário Oficial”, contudo, a medida só previu o pagamento em 2019.

Publicidade