CIDADÃOS DO MUNDO

O Rotary Club de Nova Odessa anualmente promove o programa de intercambio com jovens da cidade, e nesse ano a candidata aprovada, foi a jovem Júlia Ferreira Battel de 16 anos, que já está pensando em fazer as malas, logo após passar a etapa de seleção, onde ela fará a escolha do país de destino em fevereiro de 2020. O Rotary Club de Nova Odessa pretende manter apoio ao Programa e fará a divulgação do novo edital no começo de 2020 para proporcionar a participação aos jovens de 15 a 19 anos da cidade, que terão a oportunidade de conhecer outras culturas, aprender novos idiomas e ampliar seus horizontes. Os Rotary Clubs patrocinam o programa em mais de 100 países, transformando os nossos jovens em verdadeiros cidadãos do mundo.

REPASSE A ENTIDADES

O vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho, esteve reunido segunda-feira com dirigentes de três entidades assistenciais que prestam serviços em Nova Odessa e pleiteiam o aumento de repasses de subvenções pelo município. A Apnen (Associação dos Portadores de Necessidades Especiais de Nova Odessa), a Apadano (Associação dos Portadores de Deficiência Auditiva de Nova Odessa) e o CPC (Centro de Promoção à Cidadania da Pessoa com Deficiência Visual), que juntos atendem a mais de 300 pessoas na cidade. A reunião teve as presenças do presidente da Apnen, Carlos Alberto Raugust, da Apadano, Daniel Carlos Tavares, e do CPC, Demétrio Orfali Filho.

AUMENTO DO REPASSE

Publicidade
AllGo Locação de Impressoras

O vereador pretende intermediar uma reunião dos representantes com o Poder Executivo para reiterar a necessidade de aumento das subvenções concedidas pela Prefeitura para as entidades, que estão entre as que menos recebem no município. A Apnen possui 95 cadastrados, entre pessoas com deficiência física e/ou mobilidade reduzida. A instituição recebe aproximadamente R$ 1.845 mensais da Prefeitura, tendo como objetivo para 2020 oferecer uma profissional de Psicologia para os atendidos e suas famílias. Já a Apadano, com 222 pessoas cadastradas, também recebe subvenção mensal de R$ 1.845 da Administração Municipal e pretende, para o próximo ano, implantar salas de Libras (Língua Brasileira de Sinais), de informática e de reunião, além de disponibilizar um psicólogo(a).

CPC

Sediado em Americana, o CPC (Centro de Promoção à Cidadania da Pessoa com Deficiência Visual), atende atualmente a 95 pessoas, seis delas de Nova Odessa. A entidade sobrevive através de contribuintes fixos, com doações espontâneas e apoio do Lions Clube local, mantendo parcerias com as Prefeituras de Americana, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste. A entidade recebe R$ 1.580 dos cofres novaodessenses, pretendendo aumentar o quadro de profissionais.