BIOMETRIA

O Cartório Eleitoral de Nova Odessa estará atendendo todos os dias, inclusive aos sábados e domingos, em regime de plantão, os eleitores que necessitam fazer a biometria, obrigatória na cidade. O prazo para a biometria em Nova Odessa se encerra no dia 19 e dezembro. O atendimento é feito mediante horário agendado no site do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) – atendimento sem agendamento prévio é exceção e sujeito à existência de vagas. O cartório fica na rua Waldemar Ignowski, 62, Bosque dos Cedros, ao lado do Laboratório.

XERIFE TUCANO

O prefeito Bill tirou uma bela carta da manga ao convidar o Xerife do Consumidor, advogado José Pereira para ser o novo membro do PSDB. Foi uma filiação inesperada já que o Xerife era presidente da sigla Cidadania. Amigos de longa data, Bill e Pereira foram vereadores juntos em 2001, 2004 e em 2013. O advogado foi líder do governo Bill na Câmara, e agora vem para somar no PSDB. No evento promovido pelo partido na última sexta-feira, onde foi empossado André Faganello como novo presidente do PSDB, o Xerife agradeceu ao prefeito Bill pelo convite. “Venho para fazer gol, não vou ficar nas arquibancadas, alambrado ou mesmo no banco, quero sim jogar fazer o gol e comemorar com nosso time campeão”, disse o Xerife.

REUNIÃO DO CONSEG

O CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança) de Nova Odessa está convidando a população a participar da reunião que será realizada nesta terça-feira, às 19h30 no plenário da Câmara Municipal de Nova Odessa. Segundo informações dos organizadores, já confirmaram presença, o Delegado de Polícia Civil, o Comandante da Polícia Militar e o Diretor Municipal de Segurança e Trânsito.

POPULARIDADE

O ex-juiz da Lava Jato Sergio Moro, que hoje comanda o Ministério da Justiça, se consolidou como o ministro mais bem avaliado no primeiro ano do governo Jair Bolsonaro, com apoio popular maior do que o do próprio presidente. Pesquisa Datafolha feita na última semana aponta que Moro é conhecido por 93% dos entrevistados. Entre os que dizem conhecê-lo, 53% avaliam sua gestão no ministério como ótima/boa. Outros 23% consideram regular, e 21%, ruim/péssima -3% não souberam opinar.

Publicidade
NOVAODESSA_GOVERNO_IPVA_Obras_500x500

ELEIÇÃO

Partidos políticos, advogados, representantes do Congresso e de movimentos sociais debateram ontem, dia 9, no Supremo Tribunal Federal (STF), a possibilidade de candidaturas avulsas, ou seja, sem filiação partidária, nas eleições. Esse é um tema de um recurso que tramita no STF e cuja decisão deve ter repercussão geral, ou seja, deverá ser seguida em casos semelhantes em todo o país. O ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a intenção é colocar o tema em julgamento no primeiro semestre do ano que vem. Segundo o ministro, a intenção da audiência é “saber se é indispensável para o país a filiação partidária para fins de candidatura, se isso é bom e fortalece a democracia, ou se isso significa uma reserva de mercado para partidos que muitas vezes não têm democracia interna”.

OFENSAS

O coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, entrou com ação indenizatória de danos morais contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), por reiteradas ofensas contra ele. A ação pede indenização no valor de R$ 59 mil. Na ação movida na última semana, o procurador da República aponta entrevistas e manifestações de Gilmar Mendes em que ele teria o ofendido. Uma entrevista citada na ação foi concedida à Rádio Gaúcha em 7 de agosto de 2019 pelo ministro. Nela, ele afirmou que a força-tarefa coordenada por Deltan Dallagnol seria uma organização criminosa, formada por “gente muito baixa, muito desqualificada”, insinuando que os procuradores praticariam crimes.